Joule

Em 1843, o físico inglês James Prescott Joule convenceu os cépticos de que o calor não era uma substância, finalizando com a Teoria do Calórico e conduzindo à Teoria Mecânica do Calor .

A partir de um grande número de experiências , Joule chegou à mesma conclusão que Mayer, de que o mesmo efeito podia ser conseguido quer fornecendo calor quer fornecendo trabalho.

Com todo o seu trabalho Joule verificou que o equivalente mecânico do calor é 4,154 J . Ao comparar o valor do equivalente mecânico do calor conhecido actualmente e o obtido por Joule, verifica-se que o erro experimental de Joule é de aproximadamente 1%. Em sua homenagem a unidade do sistema internacional (SI) de energia, sob todas as formas, é o Joule, embora se utilize ainda, por tradição, a caloria.

Joule concluiu que a energia potencial podia transformar-se em energia cinética e a energia cinética podia transformar-se em calor. Mas, de uma maneira geral era impossível que a energia se gerasse do nada. O calor e a energia mecânica podem portanto ser consideradas como manifestações diferentes da mesma quantidade física: a energia .