Gradiva - Colecção Ciência Aberta


Título: O GENE EGOÍSTA

Autor: Richard Dawkins

Colecção: Ciência Aberta - 32


Este livro deverá ser lido quase como um livro de ficção científica - diz o autor. Está feito de forma a despertar a imaginação. Mas não é ficção científica: é ciência. Seja ou não um lugar-comum, "mais estranho do que a ficção", exprime exactamente como me sinto em relação à verdade. Nós somos máquinas de sobrevivência - "robots" cegamente programados para preservar as moléculas egoístas conhecidas por "genes". Esta é uma verdade que ainda me enche de admiração. Embora o saiba há muitos anos, não consigo habituar-me completamente à ideia. E é minha esperança ter algum sucesso em surpreender também os outros.

Assim começa o prólogo de O Gene Egísta que Richard Dawkins, com humor, diz dedicar a três leitores imaginários que lhe espreitaram por cima do ombro enquanto escrevia: o leigo, para quem se esforçou por tratar as questões de forma divertida e empolgante; o especialista, a quem quis oferecer algo de novo na forma como encarou as velhas ideias; e o estudante, que espera encorajar no estudo da Zoologia, ciência que estuda os animais e, portanto, o homem.

Com uma clareza verdadeiramente admirável, o autor escreve uma obra fascinante sobre o comportamento animal, baseando-se na teoria darwiniana da selecção natural. Não faltaram, neste texto simples, divertido e acessível, as críticas às teorias já existentes, a análise dos conceitos de comportamento altruísta e egoísta, a definição genética de interesse próprio, a evolução do comportamento agressivo, a teoria da proporção entre os sexos e muitos outros temas que foram negligenciados ou tratados ilegitimamente por muito tempo e que são aqui, pela primeira vez apresentados de uma forma popular, mas rigorosa.