Gradiva - Colecção Ciência Aberta


Título: A PRIMEIRA IDADE DA CIÊNCIA

Autor: António Manuel Baptista

Colecção: Ciência Aberta - 85


É no tempo do rei D. Carlos que o nó, que parecia perfeito, na Ciência se comeca a desatar.A Primeira Idade da Ciência viu nascer a Termodinâmica, o Electromagnetismo, a Teoria da Evolução, a possibilidade de usar os conhecimentos para novos poderes. Subt erraneamente se prepara a nova Idade com a descoberta dos raios X, da radioactividade, do electrão, do fotão, da primeira mecânica quântica, da teoria da relatividade. Os átomos, as moléculas, os electrões, passam de instrumentos metafísicos a objectos ci entíficos. É um tempo de promessas e de ameaças. Foi um tempo de profundas mudanças que quase não beliscou os Portugueses, que continuámos adormecidos. No final do século parecia que se alcançara a plenitude do saber científico. No entanto, nas suas raízes escuras escondiam-se já as tensões entre o conhecimento, que é um bem em si mesmo, e as suas aplicações. Em meados do século XIX, Júlio Verne, tal como George Orwell em meados do século XX, sente os perigos das dominacões técnicas que acin zentam as iluminacões puras da Ciência. Verdadeiramente, uma época interessante, descrita e analisada neste livro, com a expressividade e a riqueza de conhecimentos e de referências de um cientista que é um dos nossos raros grandes divulgadores de ciência .