Cientista polaca nascida em Varsóvia a 7 de Novembro de 1867 e que morreu em França a 4 de Julho de 1934.

O seu nome de solteira era Maria Sklodowska. Em Paris, obteve o grau de licenciada em Ciências Matemáticas e Físicas. Casou em 1835 com o físico francês Pierre Curie. Em 1896 H. Becquerel sugeriu-lhe como tema de doutoramento o estudo das radiações emitidas pelos sais de urânio. No decurso destes estudos, o casal Curie descobriu e isolou um novo elemento radioactivo a que deu o nome de polónio em homenagem à sua terra. Alguns meses depois descobriram e isolaram o rádio. Juntamente com o seu marido e Becquerel, recebeu o Prémio Nobel da Física em 1903. Fundou o Instituto do Rádio em Paris, que dirigiu até à sua morte. Em 1911 foi-lhe conferido, a título pessoal, o Prémio Nobel da Química.

Pouco depois da sua morte, foi publicado o livro Radioactivité no que trabalhou durante vários anos; esta obra é basilar em estudos de radioactividade clássica.