Químico francês, nasceu em Paris em 1852 e faleceu em 1907.

Estudou no Instituto de Agronomia em Paris e depois no Instituto de Toxicologia. Em 1900 foi professor de Química inorgânica na Sorbonne. Os seus primeiros estudos estavam relacionados com Química biológica, mas depois dedicou-se à Química inorgânica. Em 1886 preparou pela primeira vez flúor por electrólise, a partir de uma solução de fluoreto de potássio e ácido fluorídrico, usando eléctrodos de uma liga de platina-irídio. Determinou as propriedades do flúor e, com James Dewar, conseguiu liquefazê-lo e solidificá-lo. Em 1892 Moissan projectou o primeiro forno eléctrico, tendo-o usado para preparar os carbonetos de cálcio, silício e tungsténio. Em 1896 preparou pela primeira vez diamantes artificiais.

Em 1906 recebeu o Prémio Nobel da Química.