Agricola nasceu em Glauchau, Saxónia, a 24 de Março de 1494 e morreu a 21 de Novembro de 1555 em Chemnitz

Interessou-se pelas Humanidades e, mais tarde, pela Medicina. Trabalhou em Leipzig, Bolonha e Pádua. Regressado à Alemanha em 1527, fixou-se em Joachimstahl, onde exerceu Medicina. Nesta cidade começou os seus estudos mineralógicos e mineiros, tendo publicado em 1530, sob a forma de diálogo em latim, uma obra, Bermannus, na qual expõe ideias de grande importância para a ciência mineira. Abandonou Joachimstahle e até à sua morte passou a viver em Chemnitz.

Além do citado diálogo, publicou, no campo das ciências geológicas, diversos trabalhos onde versou matérias de estratigrafia, geologia dinâmica, mineralogia, mineração e metalurgia. A mais notável das suas obras é De re metallica, publicada, postumamente, em 1556, em Basileia, e da qual há edições recentes. Deixou ainda as obras a seguir indicadas: De orto et causis subterraneorum, De natura eorum quae effluunt ex terra, De natura possibilium e De veteribus et novis metallis.