Químico sueco, nasceu em Stralsund a 9 de dezembro de 1742.

A sua formação realizou-se por iminentemente prática, durante a preparação para a carreira de farmacêutico em Gotemburgo, Malmo e Estocolmo. Foi sempre muito acentuado o seu interesse por assuntos de química pura, sobretudo depois que, aos 28 anos se fixou em Upsala e estabeleceu conhecimento com Bergman de quem foi amigo íntimo. Em 1775 foi eleito sócio da Academia de Ciências de Estocolmo. Por essa altura, Frederico o Grande, tentou convencê-lo a continuar os seus estudos em Londres ou Berlim. Preferiu, no entanto, estabelecer-se com a sua própria farmácia em Köping, onde realizou a maior parte dos seus trabalhos originais.

A análise, em 1774, do dióxido de manganés levou à descoberta do cloro e da barita e à descrição de vários compostos de manganésio

Scheele morreu em Köping a 21 de Maio em 1786.