Boro


Regulador em centrais nucleares
Raquetes de ténis
Vidro refractário
Desinfectante ocular

Aplicações

O boro, na sua forma combinada de bórax (Na2B4O7. 10H2O) é utilizado desde tempos imemoriais. Um dos primeiros usos foi como antiséptico e detergente. Posteriormente, foi usado como fluxo de soldadura e fluxo cerâmico devido à sua capacidade de dissolução de óxidos metálicos. Actualmente, o bórax é usado como matéria-prima na produção de vidro de borosilicato, resistente ao calor, para usos domésticos e laboratoriais, familiarmente conhecido pela marca registada Pirex; bem como na preparação de outros compostos de boro.

O ácido bórico é um antiséptico pouco forte, vastamente utilizado em lavagens oculares. Também é empregue em reactores nucleares tipo piscina, como absorvente de neutrões, e em banhos electrolíticos tais como na niquelagem. O seu óxido é usado como fonte de boro no método de electrólise de sais fundidos, para a preparação de boro elementar.

O gás trifluoreto de boro (enriquecido em mais de 90 % de boro-10) é produzido em grandes quantidades para detectores de radiação gasosos, aplicados na monitorização dos níveis de radiação na atmosfera terrestre e no espaço. Algumas organizações usam estes dispositivos para assegurar a melhor localização das perfurações petrolíferas. Também é um importante catalisador industrial em muitas reacções orgânicas, de que são exemplo algumas polimerizações. Tem um papel importante nas reacções de electrodeposição do níquel, do chumbo e do estanho.

O boreto de alumínio (AlB12) tem encontrado vasta aplicação como substituto da poeira de diamante em polimentos. Idêntico uso tem o carboneto de boro, que também é usado em pontas de jactos de areia.

O boro elementar é duro e quebradiço, como o vidro, e portanto tem aplicações semelhantes a este. Pode ser adicionado a metais puros, ligas ou outros sólidos, para aumentar a sua resistência plástica, aumentando, assim, a rigidez do material.