Cádmio


O cádmio foi descoberto, em 1817, por F. Strohmeyer, professor de metalurgia em Goettingen, na Alemanha. Strohmeyer fazia experiências com carbonato de zinco quando descobriu que o aquecimento deste composto dava origem a um material cuja cor era amarela em vez de branca. Após um estudo mais pormenorizado, concluiu que o responsável pela alteração da cor do material era o óxido de um elemento até então desconhecido. Separou então um pouco deste óxido metálico, por precipitação com sulfureto de hidrogénio, e seguidamente isolou o metal. Strohmeyer chamou cádmio a este elemento pelo facto de ter sido extraído de cadmia, o termo para o minério calamite, rico em carbonato de zinco.

Simultaneamente o investigador K. S. Hermann, isolou o sulfureto de um elemento que não soube identificar, a partir de um outro minério de zinco. Enviou-o a Strohmeyer, que o identificou como sendo o recém descoberto cádmio.