Antimónio


Ocorrência

A abundância terrestre do antimónio é cerca de 1 grama por tonelada, ou seja 1 quinto da do arsénico. Mais de uma centena de minerais de antimónio foram identificados, ao passo que quantidades dispersas de antimónio metálico são encontradas na Natureza, apesar de raras. A fonte mineral mais importante é a stibnite (trisulfureto de antimónio), que se encontra normalmente em pequenos depósitos junto à superfície, não contendo mais do que alguns milhares de toneladas de minério. Minérios desta natureza são encontrados espalhados por todo o mundo, por exemplo na Argélia, Bolívia, China, México, Perú e ex-Jugoslávia.

Outros minérios de antimónio importantes economicamente são a stibicontite, cervantite, valentinite, senarmontite e a kermasite (2Sb2S3.Sb2O3). Minérios complexos de antimónio como a livingstonite (HgSb4S7) e a jamisonite (Pb2Sb2S5) são também uma fonte deste metal. Encontra-se igualmente presente no cobre e chumbo em pequenas quantidades, mas de valor suficiente para serem exploradas. Outra fonte importante de antimónio é o desperdício de chumbo: cerca de metade de todo o antimónio produzido é daqui derivado.