Telúrio


O telúrio foi descoberto em 1782, por Franz Müller von Reichenstein após diversos estudos de um minério de ouro azulado, oriundo de uma mina da Transilvânia. Müller realizou uma atenta análise química deste minério, observando resíduos de um metal muito parecido com o antimónio. Contudo, Müller não identificou logo este metal. Demorou cerca de um ano até considerar esta hipótese. O metal foi isolado, em 1798, por Klaproth que se interessou pelo trabalho de Müller, resolvendo comprovar a existência de um novo elemento. Foi este investigador que sugeriu igualmente o seu nome actual, que deriva do latim tellus, que significa terra.