Hólmio


Ocorrência

As terras raras encontram-se distribuídas pela crusta terrestre em concentrações extremamente pequenas. Também ocorrem concentradas em numerosos minerais, mas sempre misturadas com outras terras raras como o lantânio, o ítrio, o tório e outros elementos. A quantidade de uma determinada terra rara varia muito de mineral para mineral, sendo as mais pesadas as que ocorrem normalmente em menores concentrações.

O hólmio é uma das terras raras menos abundantes, estimando-se a sua presença na crusta terrestre na razão de 12 partes para 10 milhões. É, portanto, mais abundante que o antimónio, o mercúrio, o iodo e o bismuto. As fontes mais importantes de hólmio são os minerais ricos em ítrio, tais como xenotime, gadolinite, euxenite e fergusonite, para mencionar apenas alguns. Nestes minerais o hólmio está presente em cerca de 1%. No entanto, o hólmio aparece como impureza em muitos minerais como a apatite, a bastenasite e a monasite, em percentagens que vão de 0,001% a 0,1%.

A monasite, bem como outros minerais de terras raras, é processada extensivamente para retirar cério, lantânio, tório e ítrio, sendo os produtos secundários de alguns destes processos as principais fontes de hólmio.