Ouro


Metal precioso
Jóias
Contactos eléctricos

Aplicações

O ouro é utilizado como moeda de troca desde 3000 a.C.. No entanto, só em finais do século XVIII é que adquiriu um estatuto monetário universal. A maior parte do ouro produzido em todo o mundo é absorvido pelos próprios estados, para cunhagem de moeda e principalmente para reservas bancárias como garantia de equilíbrio nas transações comerciais internacionais. Estima-se que mais de metade de toda a produção mundial de ouro tenha este destino.

As maiores aplicações não monetárias deste elemento são decorativas e funcionais. Os usos decorativos incluem a joalharia, adornos religiosos, etc. As aplicações funcionais existem na indústria electrónica e aeroespacial. É comum realizar electrodeposições de ouro em componentes electrónicos, escudos de calor, díodos, circuitos impressos ou pinos de ligação. Os filmes de ouro muito finos têm uma excelente reflectividade ao infravermelho, uma boa resistência à corrosão e garantem um baixo ruído de contacto. Também se utiliza ouro em ligas destinadas a próteses dentárias, contactos eléctricos, equipamento químico, fotografia, etc.