Tório


Revestimento de filamentos de lâmpadas
Combustível para reactores atómicos
Vidro de laboratório

Aplicações

A aplicação mais importante do tório é a produção de energia atómica quer como metal, óxido, liga metálica ou qualquer outro composto, no processo de obtenção do U 233. Quanto aos usos não energéticos saliente-se o interesse de óxido de tório na produção das películas de lâmpadas de incandescência. Como metal é também usado para reforçar a resistência mecânica do magnésio metálico. Devido à sua pequena função de trabalho e elevada emissividade de electrões é muito usado em lâmpadas de descarga, células fotoeléctricas (quando é requerida sensibilidade ultravioleta) e como emissor em tubos de raios X, extremamente monocromáticos.

O óxido de tório é ainda usado para endurecer o níquel, que será aplicado na indústria aeroespacial, em equipamento químico e em fornalhas. Quando correctamente preparado constitui um catalisador bastante activo para muitos processos químicos, nomeadamente no fraccionamento de petróleo ou na preparação de ácido sulfúrico. A sua estabilidade a altas temperaturas permite a utilização como revestimento de cadinhos na fundição de certos metais.