Berquélio


Aplicações e Acção Biológica

O berquélio não tem presentemente aplicações tecnológicas e a sua limitada disponibilidade não permite uma investigação extensiva das suas propriedades.

Foi provado, com experiências realizadas em ratos, que os elementos actinídeos, quando absorvidos pelo corpo tendem a acumular-se no sistema ósseo, danificando o mecanismo de produção de células vermelhas devido às radiações associadas aos isótopos destes elementos. A toxicidade destes isótopos depende da sua radioactividade. A quantidade máxima permissível de Bk 249, no corpo humano, é cerca de 0,0004 microgramas.