Califórnio


História

A 9 de Fevereiro de 1950, S.G, Thompson, A. Ghiorso, K. Street e G.T. Seaborg realizaram uma experiência, na Universidade da Califórnia, que consistiu na irradiação e fraccionamento de algumas microgramas de Cm 242, com iões de hélio de 35 MeV. A detecção de uma nova fonte radioactiva no processo de fraccionamento levou à descoberta de um novo elemento de número atómico 98 e número de massa 245. Ao novo elemento foi dado o nome de Califórnio pois foi descoberto no estado norte-americano da Califórnia.

Seria só em 1958 que B.B. Cunnigham e Thompson, trabalhando no Laboratório de Radiação da Universidade da Califórnia, conseguiram isolar uma amostra visível de califórnio, cerca de 0,1 microgramas, para uma experiência que visava medir a susceptibilidade magnética deste elemento.

Em 1962, J.C. Wallman e Cunningham, determinam a estrutura cristalina de dois compostos de califórnio.