Nobélio


A descoberta do elemento 102 não é uma questão resolvida uma vez que foi anunciada por três grupos de investigadores. Eles tiveram em comum o método, desenvolvido anteriormente por Ghiorso, usado para a obtenção de isótopos deste elemento, que consistia na irradiação de um alvo fino, rico em elementos de elevado número atómico, com iões pesados, fazendo-se então a captura dos átomos do elemento criado, numa película receptora. Este método apresenta diversas vantagens tais como a possibilidade de libertação imediata do alvo de átomos com meia vida muito pequena, evitando-se a intensa radioactividade aí existente, a possibilidade de irradiar repidas vezes o mesmo alvo e ainda a versatilidade da experiência, que permite a adaptação à detecção de átomos mais leves resultantes do decaimento alfa dos núcleos inicialmente obtidos.