Rosto
JCE
 
   1992
  1993
  1994
  1995
  1996
  1997
1998
  Artigos
  Autores
  Outras
  Pesquisa

O Mocho do SoftCiências

 

Abstracts, em português, do
Journal of Chemical Education

1998


Autor: Chinhyu Hur, Sally Solomon, Christy Wetzel
Data: Janeiro de 1998
Título: Demonstração de alterações de temperatura no retroprojector com a projecção de um termómetro
Artigo Original: Demonstrating heat changes on the overhead projector with a projecting thermometer

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no JCE

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no JBC

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no Wiley Web

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no Chemical Processing

Neste artigo é descrito um método de demonstrar, com o auxílio de um retroprojector, as mudanças de temperatura que ocorrem, por exemplo, numa determinada reacção química.

Na opinião dos seus autores, não é conveniente e pode até ser perigoso fazer circular, pelos alunos, o recipiente onde essas variações de temperatura têm lugar, uma vez que poderão sofrer queimaduras e serem expostos a produtos tóxicos resultantes de certas reacções que ocorreram. Neste sentido, sugerem que este método seja aplicado no decorrer da aula, afim de se ultrapassar este problema. Posteriormente, são descritas algumas demonstrações onde este método se aplica, sendo apresentados alguns valores de temperatura assim obtidos.

Ana Luísa Pinto da Silva


Autor: Marcy Hamby Towns
Data: Janeiro de 1998
Título: Como levo os meus estudantes a trabalhar juntos? Iniciação ao ensino cooperativo
Artigo Original: How Do I Get My Students To Work Together? Getting Cooperative Learning Started

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no JCE

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no JBC

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no Wiley Web

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no Chemical Processing

O autor refere que como educadores de futuros cientistas frequentemente encorajamo-los a realizar tarefas de uma forma individual e competitiva. Pede-se aos estudantes que trabalhem por si, mantendo as estruturas de recompensa de forma que é desencorajada a cooperação entre eles. Ora isto, não representa o mundo real do trabalho. O Comité de Treino Profissional da Sociedade Americana de Química, apresentou, em 1996, os resultados de uma investigação realizada no meio industrial (meio empregador desses estudantes). Esses resultados indicavam que para além das competências/conhecimentos técnicos que os trabalhadores deveriam possuir, também deveria existir a capacidade de trabalhar em equipa.

Ao nível dos estudantes universitários, o autor refere que, devem os professores incluir experiências que levem os estudantes de Química a treinarem o trabalho em conjunto. As habilidades/competências interpessoais desenvolvem-se durante o trabalho de grupo e conduzem a uma maior produtividade e sucesso na carreira.

Ana Luísa Pinto da Silva


Autor: Daniel J. Swartling, Charlotte Morgan
Data: Fevereiro de 1998
Título: As células de limão revisitadas - A calculadora alimentada a limão
Artigo Original: Lemon Cells Revisited - The Lemon-Powered Calculator

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no JCE

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no JBC

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no Wiley Web

Procurar artigos sobre o mesmo assunto no Chemical Processing

Relativamente a este artigo, os autores afirmam que os alunos reagem melhor a experiências que envolvam elementos/ objectos comuns que se possam encontrar em casa, por exemplo. Torna-se fácil, segundo os autores, de defender a Química como uma parte integrante da vida de qualquer pessoa.

Quando começaram a ensinar electroquímica aos caloiros, ao autores referem que tentaram demonstrar os princípios de uma célula voltaica usando objectos a que os estudantes pudessem ter acesso facilmente segundo eles, o facto de os alunos poderem repetir a experiência nas suas casas iria reforçar os conceitos aprendidos na aula.

O artigo prossegue relatando algumas das experiências efectuadas pelos autores nas suas aulas.

Ana Luísa Pinto da Silva

Topo
Rosto